FALE DIREITO COMIGO!!!

Quantas vezes já ouvimos essa frase!...
FALE DIREITO COMIGO!!!

Alguma vez alguém já nos disse isso...
Por vezes ouvimos isso numa discussão de outras duas pessoas... Talvez já tenhamos falado isso...





FALE DIREITO COMIGO!

Mas, afinal de contas, o que se quer dizer com isso?
Se cada um fala de um jeito, qual é o jeito correto?
Será que ser mais direito é o melhor?

Será que seria melhor explicar mais?
Será que é para parar de reclamar ou seria para aceitar de imediato o que o outro está dizendo?...

Pronto.
Aqui está um ponto de discórdia e possível descontentamento.

Então, antes de tudo, é melhor entender que essa frase não quer dizer muita coisa, já que quando a escutamos não temos muito bem claro o que o outro espera que façamos e, quando a dizemos, não deixamos claro o que queremos do outro.

O melhor, neste caso, seria deixar bem claro o que se espera!
Portanto, o melhor a fazer é uma pergunta ou uma ordem direta referente ao que se espera.

Ao invés de dizer "fale direito comigo", seria mais produtivo dizer exatamente o que deseja que o outro faça, dizendo algo como:
- "Explique isso sem gritar, para eu entender", ou
- "Qual é o ponto do incômodo", ou
- "Vamos acabar com esse problema assim que você me disser o que espera que seja feito".

Isso é assertividade!
Isso é ir direto ao ponto da questão!
Isso economiza tempo de discussão.

Mas... e quando você ouvir isso de alguém? O que fazer?

Cuidado, pois o seu jeito "direito" de falar, não necessariamente seja o jeito que o outro espera que você aja.

Então, o melhor seria identificar o que fazer, para que possamos realizar aquilo que realmente vai ao encontro das expectativas do outro.

A ideia não é agir da forma que você não queira, só para satisfazer o outro.
A ideia é saber claramente de que forma o outro espera que você fale (ou aja).
Com isso, você é quem vai decidir se aje ou não desse modo, dependendo das suas disposições, conveniências ou conceitos. Mas agora, no mínimo, você sabe mais sobre como melhorar o relacionamento com o outro, pois você sabe como o outro espera que você fale com ele.

Quando você bem se relaciona com os outros, a tendência de que os outros venham lhe incomodar, irritar ou prejudicar, é menor!
Além disso, ter bons relacionamentos aumenta nosso potencial de sucesso.
Entender e ser entendido expande esse potencial.
Nada menos que isso importa!

Faz sentido?